Hugo Albuquerque

Como a Overdose Judiciária conduziu à Onda Fascista?

Por Hugo Albuquerque Pois com o critério com que julgardes, sereis julgados; e com a medida que usardes para medir a outros, igualmente medirão a vós. Mateus 7:2 Atena (apontando para Orestes.) Ele foi absolvido de um crime de morte! Os votos dividiram-se em somas iguais. Ésquilo. As Eumênides. A crise política da Nova República já se fazia sentir no início da década. Tudo é para sempre, até que não é mais como diria Andrei Yurchak. Digamos, a Nova República foi vítima de seu próprio sucesso, gerar uma sociedade brasileira mais livre e menos desigual, somada ao seu maior defeito:...

Continue Reading →

Pode um Democrata Defender os Direitos Políticos de Bolsonaro?

Com a democracia brasileira em chamas, Bolsonaro, candidato da extrema-direita é esfaqueado em um ato de intolerância semelhante aos que ele defende. O que se pode dizer diante dessa surpreendente, e paradoxal, episódio? Por José Guilherme Pereira Leite* Talvez eles proíbam os seus seguidores de escutar os argumentos racionais, tidos como enganosos, e os ensinem a responder argumentos usando seus punhos e suas pistolas. Nesse caso, em nome da tolerância, deveríamos clamar pelo nosso direito de não tolerar o intolerante. (Karl Popper, A sociedade aberta e os seus inimigos) "Repudio qualquer coisa que pareça com Jair Bolsonaro, portanto inclusive o meter-se...

Continue Reading →

Como a austeridade está por trás do incêndio do Museu Nacional?

A tragédia que fez museu ser tragado pelas chamas é fruto de cortes e falta de verba para manutenção, como explicam os autores do livro Economia para Poucos ao destrincharem as consequências da austeridade. Pesquisadores ainda alertam que com a PEC 95 do congelamento dos gastos a tendência é que tudo se deteriore ainda mais rápido. O Museu Nacional, literalmente, pegou fogo. Mas isso não foi um acidente ou um acaso do destino. É um projeto: as consequências da austeridade. O museu, com seu riquíssimo acervo, foi deixado às traças ao ter sua pequena verba de manutenção cortada e contingenciada, enquanto juízes...

Continue Reading →

Lutz Taufer: Atravessando Fronteiras

Atravessando Fronteiras: da guerrilha urbana na Alemanha ao trabalho comunitário nas favelas brasileiras é o mais novo lançamento da Autonomia Literária. Obra icônica, narrada em primeira pessoa, por Lutz Taufer (1944), militante alemão do movimento antipsiquiátrico e, depois, membro da segunda geração da RAF, a temida Fração do Exército Vermelho, guerrilha urbana alemã ocidental dos anos 1960 e 1970, presente no célebre sequestro à Embaixada Alemã em Estocolmo e, depois de anos de prisão, ativista social nas favelas brasileiras. Mais do que o ato de cruzar dois mundos tão diferentes quanto Alemanha e Brasil, Taufer atravessou fronteiras de todos os tipos...

Continue Reading →

O Que Esperar do México de AMLO?

Andrés Manuel López Obrador, o AMLO, sacudiu por inteiro o cenário político mexicano com sua eleição presidencial. Será que ele conseguirá remodelar seu país? Por Edwin F. Ackerman* para Jacobin Magazine (Tradução de Aldo Cordeiro Sauda, revisão e edição de Hugo Albuquerque) É difícil superestimar a dimensão da vitória de Andrés Manuel López Obrador , o AMLO como é amplamente conhecido no México, nas eleições presidenciais de seu país neste último domingo. AMLO ganhou com 53% dos votos, incríveis 30 pontos percentuais a mais que o segundo colocado, o direitista Ricardo Anaya. O presidente eleito do México obteve a maior quantidade...

Continue Reading →

Jean Tible – A esquerda se divide em dois polos: quem celebra e quem detesta Junho

Em entrevista ao IHU online, Jean Tible, autor de Marx Selvagem que ganhou novíssima edição que está prestes a ser lançada pela Autonomia Literária no evento América Des-coberta, fala sobre o estado da arte da crise da esquerda brasileira, impasses e alternativas para se constituir novos caminhos. Por Patricia Fachin para o IHU Online “A esquerda se divide em dois polos: quem celebra e quem detesta Junho”, resume Jean Tible à IHU On-Line, na entrevista a seguir, concedida por e-mail. Segundo ele, o “polo” que existe entre a esquerda anti-Junho e a pró-Junho também foi manifestado na greve dos caminhoneiros, que aconteceu no mês passado. “É curioso como parte da esquerda tem...

Continue Reading →

De Canudos à remoção da Nazaré: o 7×1 das violações de empresas alemãs no Brasil

Por Luís Eduardo Gomes para o Sul 21 O que o massacre de Canudos, narrado no livro Os Sertões, de Euclides da Cunha, tem a ver com a remoção de mais de duas mil famílias da Vila Nazaré para a ampliação da pista do aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre? O envolvimento de empresas alemãs. O histórico de violações de direitos humanos das companhias germânicas, que une essas remoções de comunidades pobres separadas por milhares de quilômetros e mais de um século no tempo, é o tema do livro Empresas Alemãs no Brasil: O 7×1 na Economia, que teve seu lançamento em...

Continue Reading →

Toni Negri: O que se Esconde por Trás da Crise Italiana?

O pensador e militante revolucionário Toni Negri analisa a grave crise italiana, antevendo o impasse pós-eleitoral atual, o qual põe em xeque não só a União Europeia como joga querosene crise política global. Entrevista de Toni Negri para Francesco Oggiano para a Vanity Fair italiana  (Tradução Hugo Albuquerque) Nota de Tradução -- Pouco antes das eleições italianas de 4 de março último, Toni Negri, autor de Marx além de Marx, Verdades Nômades e personagem central de Negri no Trópico, todos publicados pela Autonomia Literária (o segundo publicado em parceria com a Editora Politéia e o último com a N-1 e a...

Continue Reading →

Quais as Razões da Ocupação Negra na PUC-SP?

Por James Hermínio Porto Silva Os estudantes de Serviço Social da PUC-SP ocuparam os dois prédios do campus Monte Alegre, em Perdizes, contra o racismo institucional na contratação de professores negros. Não faço parte do curso ou da ocupação, mas como graduado na PUC-SP, posso dizer a razão dos estudantes estarem certos. Passamos e ter negros estudando em universidades, mas a pergunta que se coloca é: e os professores?  Minorias nas universidades: lembrando o que todo mundo sabe "Nas universidades brasileiras, apenas 2% dos alunos são negros", era uma das falas de Primo Preto, mais um sobrevivente, na música Capítulo...

Continue Reading →

Chegou Maio de 68: A Brecha: um Jovem Cinquentão no Brasil

Finalmente, Maio de 68: a Brecha ganha uma edição em língua portuguesa e nós da Autonomia Literária temos a honra, neste cinquentenário da Revolução Global de 1968, de apresenta-la ao público brasileiro. A icônica obra, escrita pelo memorável trio formado por Cornelius Castoriadis, Claude Lefort e Edgar Morin, ganha vida no Brasil de 2018 na fina e criteriosa tradução dos jovens Anderson Lima da Silva e Martha Coletto Costa -- com prefácio à edição brasileira do quase centenário Morin, ironicamente o mais velho dos três autores e o único ainda vivo, apresentação à edição brasileira de Marilena Chaui, ensaio crítico...

Continue Reading →

Óleo por Sangue — O que se esconde por trás da Guerra da Síria?

Em entrevista para o site da Pressenza, nosso editor Hugo Albuquerque fala sobre a estranha persistência de uma guerra cruel que, aparentemente, já deveria ter sido encerrada. Quais as questões que impedem uma paz duradoura na região? Por Giacomo Vicenzo para o site da Pressenza Recentemente Trump decicidiu não renovar o acordo Nuclear com o Irã, que impede que o país volte a produzir armas nucleares em troca de não receber sanções econômicas dos EUA. Irã e Rússia são os principais aliados da Síria ao lado do governo de Bashar al-Assad que recebeu bombardeios na madrugada de 13/04 em represália ao suposto ataque...

Continue Reading →

Direito para quê?

Qual o papel dos juristas no debate sobre o projeto de país nas eleições de 2018, e o que Direito pode fazer por um projeto de desenvolvimento nacional. Por Karina Patrício   O debate sobre o futuro do país no cenário eleitoral de 2018 se perfila como de altíssimo conteúdo econômico. Também, pudera. A imposição de um programa neoliberal sem respaldo democrático, o qual tem trazido recessão, perda de direitos e entrega do patrimônio nacional ao capital estrangeiro, tem ocasionado grandes questionamentos na esfera pública. Esse cenário leva, no jogo democrático, a um debate necessário sobre qual é o modelo...

Continue Reading →