Editorial

Selecionamos os melhores debates sobre austeridade, antifascismo e pensamento descolonial para quarentena

Organizamos os melhores debates em nosso canal no YouTube para nossos leitores se preparem para participar ativamente das profundas mudanças que virão. Você encontrará os melhores debates austeridade, antifascismo e outros desafios contemporâneos realizados Festa Literária Pirata das Editoras Independentes (Flipei) e no Salão do Livro Político.

Eu odeio o dia de Ano Novo

Por Antonio Gramsci* | Tradução Guilherme Ziggy Todas as manhãs quando acordo novamente debaixo da imensidão do céu, sinto que pra mim é dia de Ano Novo. É por isso que eu odeio esse Ano Novo que cai como uma maturidade acertada, que transforma a vida e o espírito humano em uma preocupação comercial com seus claros balanços finais, suas quantias exorbitantes, seus orçamentos para uma nova gestão. Eles nos fazem perder a continuidade da vida e do espírito. Você acaba pensando seriamente que entre um ano e outro há uma pausa, que uma nova história se inicia; você faz planos...

Continue Lendo →

Autonomia pela Democracia nas Eleições de 2018

Sim, ele não. Sim, fascista, sem meias palavras. E não, não podemos nos calar. Não, a eleição presidencial de 2018 não é uma eleição qualquer. Poderíamos dizer que ela é um plebiscito sobre a democracia, mas não é. Não é isso que está colocado. Sobretudo para as massas, no estado emergencial em que se encontram. O que nos parece claro, e já resta comprovado, é a inacreditável realidade em tamanho expandida construída no nosso país, via linhas de transmissão de Whatsapp, coisa em relação á qual a justiça eleitoral não tomou providências -- e não se sabe se o fará...

Continue Lendo →

Chegou Maio de 68: A Brecha: um Jovem Cinquentão no Brasil

Finalmente, Maio de 68: a Brecha ganha uma edição em língua portuguesa e nós da Autonomia Literária temos a honra, neste cinquentenário da Revolução Global de 1968, de apresenta-la ao público brasileiro. A icônica obra, escrita pelo memorável trio formado por Cornelius Castoriadis, Claude Lefort e Edgar Morin, ganha vida no Brasil de 2018 na fina e criteriosa tradução dos jovens Anderson Lima da Silva e Martha Coletto Costa -- com prefácio à edição brasileira do quase centenário Morin, ironicamente o mais velho dos três autores e o único ainda vivo, apresentação à edição brasileira de Marilena Chaui, ensaio crítico...

Continue Lendo →

Chegou o novo Marx Selvagem, (quase) cinco anos depois

Marx Selvagem, de Jean Tible, ganha nova edição pela Autonomia Literária. O Brasil em que o Marx Selvagem retorna, no entanto, é outro, mais sombrio e perigoso, mas talvez por isso a obra faça cada vez mais sentido. Como bem lembrado por Jean Tible, na sua nota à nova edição do Marx Selvagem, a obra retorna neste ano em que comemoramos os 200 anos de nascimento de Karl Marx, mas também o centenário da revolução alemã e os 50 anos da revolução mundial de 1968 -- não haveria ano melhor, ou mais cabalístico, para apresentarmos uma nova edição do livro, para...

Continue Lendo →

O Brasil será a Colômbia e o México amanhã?

Semelhante com nossos vizinhos latino-americanos, sangrando pelas consequências da radicalização do neoliberalismo, envolvimento do Estado na execução de ativistas se torna cada vez mais recorrente. Por pouco candidato da esquerda colombiana não teve o mesmo destino de Marielle Franco. Por Hugo Albuquerque, editor da Autonomia Literária Atualização de 28/03 de 2018: O atentado a balas contra  a caravana do ex-presidente, e ora candidato à presidência, Luís Inácio Lula da Silva, independentemente de paixões partidárias e preferências ideológicas, é mais um fato gravíssimo que se insere no contexto de acirramento da violência política no país. É um fato terrível que precisa ser...

Continue Lendo →