Blog

A pandemia e a irresponsabilidade do mercado financeiro desde a crise de 2008

Em novo livro, o economista marxista Yanis Varoufakis explica, através de sua experiência num governo anti-establishment e uma alegoria reveladora, porque os mercados reagem como crianças mimadas que não podem e nem devem ser contrariadas. Por Leda Maria Paulani* A pandemia do coronavírus, com as duras exigências de isolamento social, provocou, dentre outros resultados, o fechamento das escolas. As consequências da medida para as relações familiares são complexas, com problemas de variada ordem. Para determinados segmentos da classe média brasileira, sobretudo nos estratos mais elevados, um dos desdobramentos mais visíveis é que pais por longo tempo desacostumados de filhos têm...

Continue Lendo →

Do keynesianismo de coronavírus à antiguerra permanente

Um vírus não é capaz de fazer uma revolução: pode até destruir um velho mundo que já vinha em desagregação, mas não construir um mundo novo - essa é uma tarefa destinada apenas à ação coletiva e consciente de massas em movimento. Por Victor Marques* Essa não é a primeira pandemia global a acometer a humanidade, e não será a última. Muitas das nossas melhores mentes, ao redor do mundo, estão nesse exato momento engajadas em entender melhor como o vírus age e como combatê-lo, testando tratamentos promissores e buscando desenvolver uma vacina. O colapso civilizacional não é o cenário...

Continue Lendo →

Reduzir circulação do transporte público é errado e pode agravar disseminação de coronavírus

Aumentos de preços da passagem, diminuição de linhas e aglomeração nos ônibus e trens são consequências do modelo que depende de superlotação para ser viável financeiramente. Crise atual, em que é preciso evitar ao máximo concentração de pessoas, é momento para reavaliar fórmula de remuneração e pensar em alternativas para garantir direito ao transporte para população. Na Finlândia, motoristas de ônibus liberaram as catracas. Por Daniel Santini, autor do livro "Passe Livre – As possibilidades da tarifa zero contra a distopia da uberização" Como uma das principais medidas para tentar evitar a disseminação do coronavírus no Brasil, governantes de diferentes...

Continue Lendo →

Selecionamos os melhores debates sobre austeridade, antifascismo e pensamento descolonial para quarentena

Organizamos os melhores debates em nosso canal no YouTube para nossos leitores se preparem para participar ativamente das profundas mudanças que virão. Você encontrará os melhores debates austeridade, antifascismo e outros desafios contemporâneos realizados Festa Literária Pirata das Editoras Independentes (Flipei) e no Salão do Livro Político.

Varoufakis, O Minotauro Global e o colapso de 2020

No trecho final de O Minotauro Global, Yanis Varoufakis é categórico ao afirmar que os fantasmas da crise de 2008 ainda voltariam para nos assombrar: e é o que acontece justo agora, na pandemia global de coronavírus, com sérias consequências para o Brasil. Em 2013, dois anos depois de publicar a primeira edição de O Minotauro Global no mundo anglófono, Yanis Varoufakis acrescentou um posfácio no qual ponderava os fatos da crise de 2008, cinco anos após seu acontecimento, e sobre fantasmas que ainda vagavam por aí, prontos a nos assombrar a qualquer momento. O veredicto era claro, estávamos muito...

Continue Lendo →

Bolsonarismo, nazismo e o Brasil em vertigem

Por Hugo Albuquerque (arte da ilustração Joice Fadelli) Episódio Alvim, que escancarou o nazismo explícito no interior do governo, acaba soterrado tanto pelas cortinas de fumaça que o bolsonarismo produz como, sobretudo, pela falta de ação da esquerda, que recua e cede campo para o adversário. "A única coisa que me entristeceu disso tudo, e falo pra vocês do fundo do meu coração e não conversei com ele ainda, foi essa frase do professor Olavo… um mestre pra mim, uma pessoa que me ajudou muito com os seus escritos" .Roberto Alvim, ex-secretário de cultura do governo Bolsonaro Este artigo começou...

Continue Lendo →

Chantal Mouffe: “A melhor forma de combater o populismo de extrema-direita é com o de esquerda”

A filosofa política pós-marxista belga diz ter chegado a hora da social-democracia escolher entre aliar-se à esquerda ou à direita. A segunda, diz Mouffe, será a sua morte, a primeira a sua salvação, mas para isso precisará reformular a estratégia e se radicalizar.

Continue Lendo →

Confira o que estamos planejando para 2020!

Em 2019, a editora Autonomia Literária focou seu catálogo nos debates antifascista, anticolonial e na reorganização da esquerda, publicando vinte livros e uma revista socialista. Além de organizar o barco pirata da Flipei -- alvo de ataques da extrema-direita em Paraty --, e, como bons herdeiros da geração hippie, colocar a Rizoma, o vietcong das editoras independentes, para rodar dentro das universidades. Para 2020, arquitetamos novas peripécias: enterrar o fascismo e propor novos caminhos para uma sociedade mais justa, independente e socialista. Mesmo passando por uma das maiores crises do mercado editorial e a ascensão institucionalizada do fascismo no Brasil,...

Continue Lendo →

Maricá (RJ), a capital do passe livre no Brasil

Em meio ao novo ciclo de lutas do Movimento Passe Livre pela tarifa zero em São Paulo, a editora Autonomia Literária liberá um capítulo do livro “Passe Livre – As possibilidades da tarifa zero contra a distopia da uberização”, escrito pelo jornalista e ativista Daniel Santini, para provar que é possível zerar a tarifa do buzão no Brasil.

Continue Lendo →

As mentiras de Mario Vargas Llosa para defender o golpe na Bolívia

Atílio Boron, autor do livro “O feiticeiro da tribo – A farsa de Mario Vargas Llosa e o liberalismo na América Latina”, que a Autonomia Literária publicará em 2020, expõem detalhadamente como um dos maiores escritores liberais do continente distorce a realidade para apoiar governos milicianos e processos golpistas.

Continue Lendo →